Prédio do ator Robert DeNiro também recebe pacote suspeito com bomba

Prédio do ator Robert DeNiro também recebe pacote suspeito com bomba
Obama e Hillary: alvosReprodução Internet

Bombas foram enviadas para as casas dos Obamas, dos Clintons e também outros políticos e figuras públicas ligadas aos democratas.

NOVA YORK – A quarta-feira (24) foi bastante agitada em Nova York, Washington e também na Flórida e Califórnia. O ex-presidente Barack Obama, a família Clinton e também a sede da CNN receberam cartas-bomba.

Enquanto apresentadores falavam sobre a interceptação de pacotes com potencial explosivo endereçados à casa do ex-presidente americano Barack Obama, em Washington, e à casa da ex-secretária de Estado Hillary Clinton, em Nova York, um alarme sonoro interrompeu uma transmissão ao vivo dos estúdios da rede CNN em Nova York.

O alarme disparou porque a própria CNN acabava de se tornar mais um alvo dos pacotes e o prédio, no coração de Manhattan, estava sendo evacuado.

Os três envios desta quarta foram registrados dois dias depois de uma bomba ser encontrada na casa do bilionário americano George Soros.

Pacotes semelhantes também foram enviados para o ex-diretor da CIA John Brennan (destinatário do envelope mandado para a CNN, onde hoje atua como comentarista) e o ex-Procurador-Geral Eric Holder, entre outros endereços de autoridades ainda em investigação. No fim do dia, o FBI confirmou a interceptação de sete pacotes – dois deles endereçados à congressista democrata Maxime, da California.

Após os anúncios desta quarta, evacuações por pacotes suspeitos aconteceram em escritórios de políticos democratas e veículos de comunicação em diferentes partes do país.

Na manhã desta quinta-feira (25), um outro pacote foi encontrado no prédio que pertence ao ator Robert DeNiro. Segundo informações da CBS, o pacote foi retirado pela esquadrão anti-bombas e pela polícia de Nova York. Ele foi levado em um carro especial para uma área segura fora de Manhattan para ser detonado.

Segundo a imprensa americana, os artefatos encontrados nos envelopes não foram detonados, mas foram feitos para machucar e até matar. A composição básica no artefato é PVC e pólvora de fogos de artifício com vidro. O detonador seria uma célula ligada a um cronômetro.

O FBI está analisando alguns dos artefatos que não foram detonados e vão reconstruí-lo para procurar provas que levem ao responsável.

Durante um comício na noite de ontem, o presidente Donald Trump criticou a imprensa, fez chacota pelo “bom comportamento” da platéia e também por não estar falando mal dos adversários – que são citados constantemente nesses eventos. São esses desafetos que receberam as cartas-bomba.

No discurso que fez dentro da Casa Branca, ao lado da primeira dama Melania Trump, o presidente americano disse que é hora de “unir o país”. Voz importante do governo, o presidente da Câmara, Paul Ryan, disse que “não podemos tolerar qualquer tentativa de aterrorizar figuras públicas”.

Paulo Sergio
ADMINISTRATOR
PROFILE

Carousel

Deixe um comentário

Seu email não será compartilhado em nenhuma hipótese! Algumas areas serão necessárias preenchimento *

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Últimos

Autores

Videos

Todos os Direitos Reservados ao GUIA BRASIL AMÉRICA ®.